Books read

Leticia's books

To Kill a Mockingbird
The Catcher in the Rye
The Great Gatsby
Of Mice and Men
Animal Farm
One Hundred Years of Solitude
Lord of the Flies
Romeo and Juliet
Little Women
A Tale of Two Cities
Frankenstein
The Count of Monte Cristo
The Secret Life of Bees
The Memory Keeper's Daughter
The Joy Luck Club
The Da Vinci Code
The Kite Runner
The Shining
The Silence of the Lambs
The Bourne Identity


Leticia's favorite books »

sexta-feira, 18 de abril de 2014

O chamado do cuco - Robert Galbraith

The Cuckoo's Calling (Cormoran Strike, #1)The Cuckoo's Calling by Robert Galbraith
My rating: 4 of 5 stars

I am not even going to pretend I didn't know it was JK Rowling or wasn't biased. But if anything, expectations are a bitch - and she did an amazing job neverthless. Such a good storyteller! I saw myself seeing places and streets and people and emotions as clearly as if I had been there, loved Cormoran by chapter 3 and symphatized with Robin's every feeling by yhe 4th. Joanne, you seriously rock.

Eu comecei a ler sem muita pretensão e dois dias depois me vi com pena de voltar de carona porque ia perder o tempo do metrô de ler o final, o que é realmente algo digno de nota...
A história: uma modelo, chamada Lula Landry, cai da sacada de seu prédio. O suspeito automático é o namorado, Evan, que 'vive la vida loca' como ela, mas aparentemente ele tem um álibi bom. O irmão, John Bristow, procura Cormoran Strike, um investigador particular à beira da penúria, porque não acredita na concepção policial de suicídio.
Robin, que acabou de ficar noiva (abaixo da estátua de Eros, quem foi pra Londres suspira), vira temporária do Strike, e contra todas as possibilidades, começa a se envolver com a investigação e prova ser de ajuda inestimável. Cormoran - que foi soldado no Afeganistão após uma tragédia pessoal familiar, e voltou ao perder uma perna lá - foi colega do irmão (adotivo) de John e Lula, e ...
tudo que eu for falar depois pode virar spoiler. O que realmente importa? Você tem uma narrativa exemplar, com detalhes suficientes para poder imaginar as pessoas e os diversos personagens (o rapper, o policial camarada, o policial idiota, a amiga modelo, a amiga que vive na rua, o designer, há vários personagens, todos descritos com primor), mas não para estragar sua própria imaginação.
Ao contrário de muitos livros de crime ou mistério, as coisas vão acontecendo junto com você. Eu gosto de Agatha Christie, juro, mas me irrita um pouco que no último capítulo algo que você não tinha nenhuma informação acontece e transforma tudo (ah, o sétimo assassinado na verdade estava vivo!). É inteligente, claro, mas gosto muito mais quando as peças vão sendo colocadas à nossa frente, nos provocando a descobrir o que o investigador está suspeitando. Lembrei de uma reportagem que li há algum tempo (não tenho certeza se estou sendo influenciada ou se era uma moça que passou uma semana com o Garcia Márquez) que dizia que um escritor famoso e muito bom alegava ter absolutamente tudo muito claro antes de sequer pegar papel e caneta, e não entendia as pessoas que diziam que 'os personagens vão me surpreendendo'. Não sei qual o papel criativo da JK Rowling, mas você tem a impressão de que tudo está devidamente amarrado, e é bonito ver tanta competência :)
Só não dou cinco estrelas porque sou uma pessoa problemática que tem dificuldade em dizer que algo é impecável e perfeito :P

View all my reviews View all my reviews

2 comentários:

  1. Ufa, que bom que é diferente de Agatha Christie! Este é o próximo da minha lista e estou torcendo para que seja bom, mas sua resenha me convenceu de que será uma boa leitura! E olha, curiosa como sou, teria arranjado uma desculpa para recusar a carona e ir de metrô...rsss.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria, já tava com saudade :) lê por favor? quero saber sua opinião!

      Excluir