Books read

Leticia's books

To Kill a Mockingbird
The Catcher in the Rye
The Great Gatsby
Of Mice and Men
Animal Farm
One Hundred Years of Solitude
Lord of the Flies
Romeo and Juliet
Little Women
A Tale of Two Cities
Frankenstein
The Count of Monte Cristo
The Secret Life of Bees
The Memory Keeper's Daughter
The Joy Luck Club
The Da Vinci Code
The Kite Runner
The Shining
The Silence of the Lambs
The Bourne Identity


Leticia's favorite books »

domingo, 13 de abril de 2014

Tag literária - Doenças literárias

A Maria, do Bom Buteco, publicou, 'emprestando' do Silencio que eu tô lendo, essa tag literária voltada pra 'doenças literárias'.

Diabetes - cite um livro muito doce
E se fosse verdade, do Marc Levy. Eu li mais de uma década atrás, antes de virar filme com o fofo do Mark Ruffalo, e é uma história de amor linda, cuja definição seria realmente DOCE..
Catapora - cite um livro que já leu e não pretende reler
Olha, pra falar a verdade, essa foi difícil de dizer porque a questão é: olho pra estante e penso, se esse livro ainda está aqui, existe uma chance de que eu ainda o leia. Os que eu realmente acho que nunca mais vou ler, dôo, vendo, passo adiante. Mas me lembrei que essa semana vi no vídeo da Tati (Feltrin), o vídeo que ela fez sobre os livros que eu emprestei a ela, o Homem do avesso, da Fred Vargas, e esse é um livro que eu só tenho aqui porque ganhei, tem um certo valor sentimental, mas não pretendo reler. Acabei de pensar que vou dar a alguém.
Sinusite - cite um livro que você vai reler constantemente
Os da Sophie Kinsella, os do Roald Dahl. São deliciosos de ler e sempre estou 'no mood'.
Gripe - cite um livro que se espalhou feito um vírus
Concordo com a Maria, o 50 tons de cinza. Mas acho que, como todos os vírus, são meio de época: houve a época chick lit, houve a época livros espíritas, houve a época Paulo Coelho, houve a época Harry Potter, em algum momento começou a época 'romance erótico'. Vai passar, como todas essas passaram. Me rendi a todas em algum momento, já li de tudo e gosto de (quase) tudo um pouco, fico esperando o melhor de cada fase ficar pra mim.
Asma - cite um livro que tirou seu fôlego
Someone like you, do Roald Dahl, é algo absolutamente fantástico. A coletânea 20th century ghosts, do Joe Hill, também foi muito boa.
Insônia - cite um livro que tirou seu sono
Querendo dizer, não consegui parar de ler? me lembro muito claramente de dois: o Precisamos falar sobre Kevin, da Lionel Shriver, e o quarto Harry Potter (eu ia dirigindo na Radial Leste com ele aberto em cima do volante porque dava uma aula às 7:00 e tinha ido dormir às 3:00). Também o The master and margarita, do Bulgakov, que cara fantástico!
Amnésia - cite um livro que já leu e não se lembra bem da história
Nossa, tantos. O último foi o Corvos, do George Green, que eu nem lembrava de ter lido até ver o vídeo acima mencionado da Tati falando de ter pego meu de 2012.
 
 

2 comentários:

  1. Essa TAG em suas mãos ficou fantástica! Adorei sua frase “Me rendi a todas em algum momento, já li de tudo e gosto de (quase) tudo um pouco, fico esperando o melhor de cada fase ficar pra mim”. Pensando sob esta ótica, realmente o mundo passa por épocas literárias e quem gosta de ler tem que tirar proveito de cada época. Não li 50 Tons de Cinza, mas acabei lendo um livro erótico até “bonitinho” há alguns meses. Nossa, trabalhar às 7:00 hs e ter dormido às 3:00 é terrível, já aconteceu comigo. Obrigada pela dica sobre Harlan Coben e Roald Dahl. Sou tão preconceituosa com algumas coisas que pensei que os livros de Harlan Coben jorrassem sangue. E Roald Dahl é novo para mim, terei que pesquisar. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que fofo da sua parte dizer que ficou boa nas minhas mãos,rs! acho sempre tão difícil fazer essas escolhas... eu li (e ainda estou lendo) muuuitos livros dessa fase erótica, e Mr. Grey na verdade é um dos mais sem graça, na minha opinião. Gostei muito mais da Sylvia Day, por exemplo. Mas isso é assunto pra outro post, hahaha. Vai atrás do Coben, é muito bom. O último que eu li foi Six years. Creepy! E TUDO que o Roald Dahl já escreveu é maravilhoso. As histórias feitas para adultos são de cair o queixo, pode acreditar.

      Excluir