Books read

Leticia's books

To Kill a Mockingbird
The Catcher in the Rye
The Great Gatsby
Of Mice and Men
Animal Farm
One Hundred Years of Solitude
Lord of the Flies
Romeo and Juliet
Little Women
A Tale of Two Cities
Frankenstein
The Count of Monte Cristo
The Secret Life of Bees
The Memory Keeper's Daughter
The Joy Luck Club
The Da Vinci Code
The Kite Runner
The Shining
The Silence of the Lambs
The Bourne Identity


Leticia's favorite books »

domingo, 25 de maio de 2014

Musing Mondays, (In) sensatas Segundas

Musing Mondays asks you to muse about one of the following each week… • Describe one of your reading habits. • Tell us what book(s) you recently bought for yourself or someone else, and why you chose that/those book(s). • Tell us what you’re reading right now — what you think of it, so far; why you chose it; what you are (or, aren’t) enjoying it. • Do you have a bookish rant? Something about books or reading (or the industry) that gets your ire up? Share it with us! • Instead of the above questions, maybe you just want to ramble on about something else pertaining to books — let’s hear it, then! (do blog Should be Reading, lá da minha lista de blogs)

 Resolvi rebatizar o Musing Mondays pela aliteração Sensatas Segundas. Aí, ponderei, vocês vão concordar que com razão, que baseada nas últimas segundas, não dava pra garantir muita sensatez, e acrescentei o prefixo para garantir a credibilidade...

Insensatez do dia: não é preocupante que eu tenha (pelo menos) 52 insensatez(es) pra confessar? E, sem nem usar meu curso de graduação, como eu decido usar o prefixo (in) sem nem pensar que podia fingir uma certa lucidez e utilizar Sensatas Segundas?

Enfim, como diria o Chandler Bing, do Friends, don't open that door! (não comece a pensar nisso!)



Enfim. Uma das coisas que eu mais adoro são romances epistolares. Tudo começou com Cartas a Nelson Algren, da Simone de Beauvoir. Ela escreveu mais de quinze anos pro Nelson, em inglês porque ele não falava francês, (você achou que ela só tinha amado o garoto enxaqueca do Sartre? sabe de nada, inocente!), e são cartas lindas, de mulher que pensa e ama e sonha. Não, mentira! eu adoraria que tivesse começado aqui, mas foi antes: eu me lembro de ter começado com Ana e Pedro, da Vivina de Assis Viana, um romance de adolescentes fofo demais, mas é possível que tenha sido até antes. Tem o Cartas perto do coração, do Fernando Sabino e da Clarice Lispector, tem, claro, o Correspondências, da Clarice, com mais de 100 cartas dela e pra ela, e esses são só os que me lembro assim sem ir fuçar na estante. Adoro os que são por e-mail também, e só de chick lit devem haver vários títulos assim. É uma delícia, amo! Acho que é uma coisa meio voyeurista, mas acho muito muito legal. Se alguém lembrar de alguma sugestão de livros desse gênero, aceito :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário