Books read

Leticia's books

To Kill a Mockingbird
The Catcher in the Rye
The Great Gatsby
Of Mice and Men
Animal Farm
One Hundred Years of Solitude
Lord of the Flies
Romeo and Juliet
Little Women
A Tale of Two Cities
Frankenstein
The Count of Monte Cristo
The Secret Life of Bees
The Memory Keeper's Daughter
The Joy Luck Club
The Da Vinci Code
The Kite Runner
The Shining
The Silence of the Lambs
The Bourne Identity


Leticia's favorite books »

quarta-feira, 29 de julho de 2015

A Letícia lê - semana 30 - desafio literário - final! e próximo desafio, claro!

Resultado do desafio literário, que prometi terminar em julho 2015:

26 livros para ler em 2015 - meta: julho 2015!
Nossa, isso aqui começou superbem, mas agora na reta final estava tão difícil! Achei que os últimos três eu não ia conseguir terminar!!! Aí me baixou a Monica Geller, do Friends, competindo comigo mesma, e tudo começou a funcionar.
1. Um livro que você tem mas ainda não leu - Extraordinário, RJ Palacio. Peguei no kindle há um tempão, e nunca tinha nem aberto. Pois li numa sentada, à noite, chorando nos momentos mais curiosos. é realmente especial, e August Pullmann um personagem que te faz amolecer por dentro. Ele é um garoto com uma anomalia facial, que vai à escola pela primeira vez no 5o. ano, e enfrenta a vida com mais maturidade que muita gente com quem eu já trabalhei, devo dizer.
2. Um livro que foi transformado em filme - a série After, da Anna Todd, foi transformada em filme. Para grande vergonha da humanidade e da literatura, não necessariamente nessa ordem. Ou não, talvez o filme consiga escolher as partes fofas.
3. Um livro que você escolheu baseado unicamente na capa -  This is the story of a Happy Marriage, da Ann Pattchett. Na verdade não foi só pela capa, pelo título também. Ou o título também é capa, rs? Enfim, eu havia lido Bel Canto, dela, há muito tempo, e gostei muito. Esse aqui, eu escolhi aleatoriamente e só descobri que era não ficção ao começar a ler a introdução - essa é a noção que eu (não) tinha do que era o livro. É uma coleção dos artigos que ela escreveu no decorrer dos anos para diversas revistas sobre uma série de tópicos, da amiga escritora que teve câncer à avó ou cadela. Histórias muito bem contadas, em sua maioria divertidas.
4. Um livro que um amigo ame - Na verdade, não é um livro que um amigo ame, é meio que um autor que muita gente que eu conheço ama. Mas eu ainda não gosto, desculpe. Foi The cement garden, do Ian McEwan. Eu quis lê-lo porque Reparação é um livro tão incrível, mas detestei O jardim de cimento em cada um de seus capítulos, com um pouco de respiro nas últimas quatro páginas, não o suficiente para mudar minha opinião.
5. Um livro publicado esse ano Wreckage, Emily Bleeker. Sobre um acidente de avião, pessoas que vão parar numa ilha e tem de sobreviver por mais de um ano, e ao voltar lidam com a mîdia e se veem mentindo muito para proteger suas famílias e a si mesmos. Peguei no Kindle first, fresquinho do forno!
6. Um livro de um autor que você nunca tenha lido:  Joshua Ferris, E nós chegamos ao fim. O autor é um ex publicitário, e a história é sobre uma agência de publicidade na qual estão havendo muitos cortes, de mais ou menos 99 até o meio de 2001. Retrata a vida num escritório (as piadas sobre o café, as maluquices de cada um, a vontade das pessoas de interagirem ou não, o respeito ou a falta dele entre os colegas de trabalho...) e a reação das pessoas à crise, à demissão, aos problemas. Houve partes muito boas, muito mesmo. E outras que se arrastaram, porque havia muitos personagens, e embora alguns fossem superinteressantes e críveis, outros eram tolos e infantis demais para merecer atenção.
7. Um livro de um autor que você ame - o do Veríssimo entra aqui, com certeza <3 - Diálogos impossíveis. Falei dele aqui.
8. Um livro que esteja no fim da sua pilha de leitura - Fim, da Fernanda Torres. Daqueles que eu não queria ler de teimosa, pq td mundo ia ler só por ser da Fernanda Torres, tava bem no fim. Não adorei. Começou de forma interessante, no meio eu já estava um pouco arrastando, querendo que acabasse logo. Nada de mais. Terminei porque não consigo largar o livro e porque era ela, honestamente.
9. Um livro com uma cor no título Gathering blue, The Giver Quartet 2, Lois Lowry. Mas é o livro mais chato do universo, o que é um anticlímax depois do primeiro, que é o Guardião das memórias, sabe? e muito legal.
10. Um livro que se passe num lugar que você sempre quis visitar  Contei o The Italians e o Confessions of a Paris girl. Já fui pra Itália e já fui pra Paris, mas eu quero visitar o resto do país e continuo querendo visitar Paris, tudo bem?
11. Um livro que você começou mas nunca terminou - Aos meus amigos, Maria Adelaide Amaral. Sempre havia outra coisa pra ler, embora ele comece num ritmo superbom. Ele me lembrou aquele filme ótimo, As invasões bárbaras, um francês no qual amigos se reencontram quando um deles está com câncer terminal. (Nesse, eles se encontram por ocasião do suicídio de um deles). É muito bem escrito, muito 'vivo', desculpe o trocadilho.
12. Um livro com um leão. Uma bruxa. Ou um guardarroupa.  eu estava muito desistindo disso, mas aí me lembrei que li dois livros da Jacquelyn Frank, chamados Rapture e Ecstasy, que imitam os do JWard e são ficção erótica paranormal (sim, eu sei como isso soa) e tem uma bruxa! pronto!
13. Um livro com uma heroína. - Eu sei que ela não é a figura mais comum de "heroína", ou talvez seja. É a protagonista do livro, e protagonista vem do grego, o primeiro ativo. Embora a personagem seja tão pouco ativa, por conta da própria história. Enfim. O conto da aia, ou da serva, ou The handmaid's tale, da Margaret Atwood. Foram feitas adaptações teatrais, cinematográficas, e é incrível que tenha sido escrito em 1985, há tanto (e tão pouco) tempo. Amei esse livro.
14. Um livro que se passe no verão.  The Color of Secrets, Lindsay Ashford. Na verdade, o livro cobre mais de 20 anos, mas começa no verão de 1943, em plena Guerra.
15. Um livro de poemas. Reli o do Walt Whitman.
16. Um livro que você descobriu por causa deste desafio.  Estava procurando um livro de poemas e achei um de contos. The love object, da Edna O'Brien. Adorei! São oito contos, não dá pra amar todos, mas gostei inclusive do fato de que ela, uma irlandesa naturalizada inglesa, se não me engano, é contemporânea da Alice Munro, que acho uma chata, e me deu esperança de que possa gostar de outras coisas dela.
17. Um livro que vá fazê-lo ficar mais inteligente.  What if, perguntas absurdas com respostas hipotéticas, do Randy alguma coisa. Gente, juro, foi minha melhor tentativa. Mas que chatice! Descobri que sou realmente meio burrinha, porque achei as perguntas chatas, que dirá as respostas científicas a elas...
18. Um livro com uma capa azul. - All the bright places, da Jennifer Niven, o livro mais triste do mundo. A capa é azul. Como o quarto do Theo. Suspiro.
19. Um livro que você deveria ter lido na escola mas não leu.  Capitães de areia, do Jorge Amado. Quer dizer, claro que ninguém me pediu para ler, eu já teria lido, mas sou resistente com livros que todo mundo leu, rs - por exemplo, li Jubiabá e Seara Vermelha, não li esse nem Tieta. Enfim, Jorge Amado era um ser excepcional.
20. Um livro que 'todo mundo' menos você já leu  Todo mundo é uma hipérbole bastante clara; mas tenho certeza que Maze runner era um que só ia crescer na lista de comentários das pessoas, então gostei de ter lido. E gostei do livro. Uma série distópica dark, de meninos, rs... mistura O senhor das moscas com Jogos vorazes e dá seu próprio tempero. bem legal.
21. Um livro com uma ótima primeira linha. -  Acho difícil superar o "Aquele foi o melhor dos tempos, foi o pior dos tempos; aquela foi a idade da sabedoria, foi a idade da insensatez, foi a época da crença, foi a época da descrença, foi a estação da luz, a estação das trevas, a primavera da esperança, o inverno do desespero; tínhamos tudo diante de nós, tínhamos nada diante de nós, íamos todos direto para o paraíso, íamos todos direto no sentido contrário" - Um conto de duas cidades, Charles Dickens.
22. Um livro com figuras  Brian Andreas, que eu amo muito muito muito. O site é esse aqui.
23. Um livro da biblioteca  - espero que não seja cola, mas considerei um emprestado de amiga, o do Khaleid Housseini.
24. Um livro que você amou... leia-o novamente! - Delicacy, do David Foenkinos, já cumpre essa tarefa. Amei. E continuei amando depois de reler :)
25. Um livro que tenha mais de 10 anos -  Meu Um certo capitão Rodrigo foi publicado em 49 e o meu exemplar, do Círculo do Livro, é de 1976!
26. Um livro baseado numa história real Inverno na manhã, da Janina Bauman! Falei dele há algum tempo: é sobre uma menina contando sobre sua experiência no gueto de Varsóvia.

Book resolutions

Nenhum comentário:

Postar um comentário