Books read

Leticia's books

To Kill a Mockingbird
The Catcher in the Rye
The Great Gatsby
Of Mice and Men
Animal Farm
One Hundred Years of Solitude
Lord of the Flies
Romeo and Juliet
Little Women
A Tale of Two Cities
Frankenstein
The Count of Monte Cristo
The Secret Life of Bees
The Memory Keeper's Daughter
The Joy Luck Club
The Da Vinci Code
The Kite Runner
The Shining
The Silence of the Lambs
The Bourne Identity


Leticia's favorite books »

sábado, 15 de julho de 2017

1a. quinzena de julho - aleticiale2017

Li/I've read...

Acho que não falei do A cidade sitiada, da Clarice Lispector também, que terminei na noitinha do último dia de junho.
Era um romance sobre uma moça chamada Lucrecia, buscando amor, sua vida e as trocas que fez no decorrer dela. Falava dos primeiros amores, sua vida no interior, e de como, ao escolher um companheiro (Mateus) e a cidade, perdeu a riqueza (do) interior para sempre. Não amei, mas acho que tem a ver com momento de vida e de leitura. Talvez seja um desses livros que vc tem de ler com o espírito pronto pra ele (como O conto da aia, O velho e o mar, The wave).

Estrela da vida inteira (Poesia completa), Manuel Bandeira.
Acho que estou lendo poesia meio errado: deveria ser em formato de pílulas, uma poesia por dia, e não como livro, porque vc começa a tentar racionalizar o que vem do coração. Esse livro é a coleção de obras do Bandeira, e me vi pesquisando sobre sua vida porque achei que havia muita poesia sobre temas escuros - depressão, tristeza, morte - quando imagino que tenha sido simplesmente porque faz parte da vida. Há muita doçura e muito retrato da vida dele também, desde poemas dedicados à amigos (Drummond, Murilo Marques, etc) ou à cidades (Juiz de Fora, Rio, o sul), à épocas (Carnaval, que na década de 30 era "o evento", tem pedaços inteiros de obra). E ele me pareceu muito completo, no sentido de que há poesia concreta, há rimas de diversos tipos, há traduções de poemas de línguas diferentes, há um caminhar no idioma que valida o trabalho com muito carinho. Nem preciso dizer que vale a pena ler, porque é preciso conhecer o trabalho tão belo de escritores brasileiros como esse.

A sereníssima república e outros contos, Machado de Assis.
Essa pequena coletânea de contos machadianos já valeria para entender quão maior ele era do que Capitu ou Quincas Borba, mas ler Os santos - um conto no qual se vê alguns santos numa igreja conversando sobre os fieis que ouviram durante o dia e a realidade do que havia dentro de suas orações - já vale a leitura. Sensacional.

Essays in love, Alain de Bottom.
Now he's become famous for The school of life, but over a decade ago he was (just) solely a writer. This book narrates the finding and ending of a love story, and it's like watching a movie, of course. Or spying through a window, only with the occasional glimpse into the motivation of the neighbor we're spying. Sad, happy, true, with alternate narrative (dialogue and inner voice), very interesting.

Nenhum comentário:

Postar um comentário