Books read

Leticia's books

To Kill a Mockingbird
The Catcher in the Rye
The Great Gatsby
Of Mice and Men
Animal Farm
One Hundred Years of Solitude
Lord of the Flies
Romeo and Juliet
Little Women
A Tale of Two Cities
Frankenstein
The Count of Monte Cristo
The Secret Life of Bees
The Memory Keeper's Daughter
The Joy Luck Club
The Da Vinci Code
The Kite Runner
The Shining
The Silence of the Lambs
The Bourne Identity


Leticia's favorite books »
Mostrando postagens com marcador dickens. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador dickens. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

A Letícia lê -semana 7 - Timely classic - A tale of two cities (Um conto de duas cidades, Dickens)

Um conto de duas cidades, Charles Dickens

a fama dele:
Don't we know it.

Foi interessante ler esse livro de Dickens. Sinto que ainda não estou preparada para ele, contudo. Acho que não sei o suficiente sobre o pano de fundo da revolução para apreciar os capítulos a esse respeito (e por isso eles me entediaram), e por isso gostei muito mais dos capítulos que eram centralizados nos diálogos e nos personagens. Creio que talvez não esteja pronta para aceitar os personagens, que me pareceram monotemáticos (Lucie Manette, a abnegação e bondade em pessoa; Madame Defarge, a vilã vingativa maldosa), principalmente diante de outros que seriam tão mais bidimensionais (como Jarvis Lorry, que viveu toda a história com perspectivas distintas, Dr. Alexandre Manette, que foi capaz de sublimar seu sofrimento, entregar-se à loucura, sobrepujar-se à ela, lutar pela filha..., e, claro, Sydney, que tinha culpa, amor, dedicação, em partes iguais e em momentos diferentes). E há também outro personagem que só me irritou: Charles Darnay. Não consegui sentir nem o amor que ele supostamente tem por Lucie, nem a facilidade que ele tem de perdoar o que lhe sobra de culpa depois, primeiro por causa do tio, depois devido ao próprio sogro... claramente, um personagem muito forte, emocional e fisicamente, e de algum modo eu não consegui ver isso na descrição.
A história: bem resumidamente (você já sabe que a sinopse você encontra em qualquer lugar):
Jarvis Lorry procura Lucie Manette e diz a ela que Dr. Manette, seu pai, foi encontrado, após mais de quinze anos preso na Bastille, semi louco. Lucie o leva para casa e o cura com seu amor e compaixão :)
Charles Darnay está sendo acusado pela corte e encara pena de morte. O advogado, Stryver, é auxiliado pelo seu par, Sydney Carton, que, embora levemente bêbado e desengajado, usa sua incrível semelhança física com o réu para desacreditar as testemunhas. Ele será acusado outras vezes, e passará alguns anos na cadeia no decorrer de toda a história, no fim por Monsieur e Madame Defarge, essa uma pessoa vingativa que vive a vida buscando pessoas a quem punir. É sobrinho do Marquês de Evrèmond, cuja herança renunciou, preferindo viver de seu trabalho na Inglaterra e casando-se com Lucie Manette, com quem teve dois filhos, a pequena Lucie e outro menino.
Descobre-se que os Evremond causaram muito mais desgraça do que se supõe - inclusive a prisão do Dr. Manette e uma tragédia na família Defarge, muitos anos antes. Charles carregará esses pecados, inadvertidamente. Por outro lado, isso ocorre por uma reviravolta bem inesperada, trazida por ninguém menos que o próprio Dr. Manette, completamente sem quer
Sydney, que não se considera digno de amor algum, mas sempre foi devoto (essa é a palavra mais adequada) de Lucie, sacrifica toda sua vida por ela e sua família.

"Eu gostaria que você soubesse que você é o último sonho da minha alma... um sonho,somente um sonho, que termina em nada, e deixa a pessoa que está dormindo no mesmo lugar onde se deitou, mas gostaria que você soubesse que você o inspirou." (Sydney Carton, para Lucie Manette)

We're reading A Tale of Two Cities in English and I loved this quote by Sydney Carton... Had to make it a pin :)

Achei esse infográfico bem legal, até porque conecta os últimos clássicos com esse. O link está aqui

How does Jane Austen compare to Charles Dickens? #infographic Their private lives side by side