Books read

Leticia's books

To Kill a Mockingbird
The Catcher in the Rye
The Great Gatsby
Of Mice and Men
Animal Farm
One Hundred Years of Solitude
Lord of the Flies
Romeo and Juliet
Little Women
A Tale of Two Cities
Frankenstein
The Count of Monte Cristo
The Secret Life of Bees
The Memory Keeper's Daughter
The Joy Luck Club
The Da Vinci Code
The Kite Runner
The Shining
The Silence of the Lambs
The Bourne Identity


Leticia's favorite books »
Mostrando postagens com marcador top 10. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador top 10. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 1 de junho de 2015

top 5 das segundas - séries

E aí que eu fiz um post de top 5 sobre séries, bem aqui.  Mas sou a louca das listas, afinal, e esse fim de semana comecei a assistir mais duas, então resolvi dividir a alegria aqui, que é pra isso que a gente vive, né?

1. The Tudors. Minha gente, o que é aquele rei? Muito bem construído, o personagem inseguro e ligeiramente maluco (haja vista sua reação à própria mortalidade e os surtos de ódio quando os amigos negam seus caprichos) que também é forte e começa não cruel (a coisa vai ficando pior, claro). A história se concentra nos idos de 1530 em diante, pois é focada na vida de Henry VIII, mas eu fiquei com vontade de uma série sobre a Ana Bolena, outra sobre a Elizabeth I, (pelo menos o filme eu vou rever)...
2. Orange is the New Black. Baseado numa história real, de uma americana que foi presa por tráfico de drogas, e seu tempo na prisão. Muito, muito legal.
3. Better call Saul. Pra quem amava Breaking bad, como eu, é triste ver o Saul e quão doce um dia ele foi. Mas bom assim mesmo.
4. House of cards. Dor de estômago sobre a política, mas lição sobre alianças, estratégias, a falta delas.
5. Game of thrones. Eu havia assistido a primeira temporada láaaa quando começou, e ficado devidamente confusa com a quantidade infinita de nomes, mortes, personagens, cenários, assim como apaixonada por alguns dos personagens: Daenerys, a querida Khaleesi. Tyrion, o anão mais interessante - e divertido - da história.Tyrion and Tywin Lannister história.


segunda-feira, 20 de abril de 2015

top 5 das segundas - 5 coisas que eu gostaria de saber fazer

Entenda-se, naturalmente, sem esforço, e muito bem feito. Tipo, já sei que a maioria dessas coisas eu poderia aprender a fazer, se estudasse, praticasse, fizesse as tais 10000 horas de prática que o psicólogo sueco K. Anders Ericsson mencionou serem necessárias para que você se torne proficiente em qualquer coisa, ou quase tudo (texto aqui) (toma, curso de inglês em 30 horas... finalmente posso cuspir em você sem parecer que estou defendendo uma causa.)

1. dançar. (acho que é porque me lembrei do Dirty Dancing sobre o qual falei semana passada, mas pensa em todos os filmes com dança que você já viu até agora, ou shows, espetáculos e afins. Você não sai pensando, puxa, é muito maravilhoso?)
2. cozinhar. Acho lindo esse povo que consegue fazer curry e arroz de jasmim (em vez de comprá-los numa caixa, como eu) e  assar um pernil com molho suculento, e fazer aperitivos que parecem servidos na mesa de bar, e doces lindos de morrer. Eu sei cozinhar pra viver, mas não sustento ninguém com minha culinária, rs...
3. se maquiar. Sei que estou monotemática, mas gente, é muito legal saber usar poucos e bons recursos para parecer alguém mais lindo e saudável logo cedo, rs.
4. dirigir pela cidade, achando todos os caminhos, com grande senso de direção (ou bom, com algum senso de direção. tá, me contentaria com 'com senso de direção'. Eu só descubro que estou indo pro lado certo de algum lugar, seja Radial leste, Marginal, Avenidas grandes, quando vejo um lugar conhecido, Sério. Nem as placas me ajudam).
5. falar francês. Acho que dessas todas, essa é a única habilidade a que eu pretendo realmente dedicar todas as horas de prática necessárias, porque desde pitica quero falar essa língua que acho linda demais.
6. habilidades manuais - seja entender um trinco, fazer as próprias unhas, montar um avião de brinquedo, colocar um parafuso adequadamente no rack da tv (tá entendendo que eu me frustrei com tudo isso?), ter coordenação motora fina delicada e aprimorada para essas tarefas artísticas e engenhosas. Meu pai é a pessoa mais engenhosa que eu já vi, minha irmã é excelente em todas essas coisas, minha mãe foi costureira. Eu? Vixe.
7. lidar com plantas. Queria muito muito não matar tudo que entra na minha casa, suculentas incluídas. Sonho em ter um jardinzinho de ervas, e flores frescas sempre na mesa.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

top 5 das segundas - filmes anos 80

top 5 filmes que são a cara dos anos 80...


1. Feitiço de Áquila, aquele que um se transforma numa águia e o outro... num felino? nem me lembro, mas os amantes nunca se encontram senão por alguns minutos no fim do dia. Tão meigo, e me proporciona vários momentos "a gente tá parecendo Feitiço de Áquila, quando vc me liga eu não atendo e vice-versa".
2. Curtindo a vida adoidado, claro. Cansei de assistir, amo, desde a cena no museu até a cena do Twist and Shout. Primeiro contato de tantos adolescentes com Beatles ;)ferris bueller


3. Dirty Dancing, imagina! Apaixonante, e embora eu não consiga fazer nem dois movimentos de dança, o único filme que me faria querer fazê-lo.
4. Claaaro que eu tenho de falar do Clube dos cinco, embora ele seja um empate técnico pra miim com A garota de rosa shocking. A menina mais antiheroína, precursora das de hoje, né?
5. Ah, sem dúvida, John Travolta e Olivia Newton John cantando um pro outro em Grease, Nos tempos da brilhantina, tinha de estar nessa lista, né?

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

top 5 das segundas

top 5 alegrias do Carnaval em casa

Estou fazendo a blogagem coletiva #28happydays, e parece que alegria atrai alegria, porque me lembrei de mais coisas legais...

1. fazer maratona de seriados (no caso, fui impedida porque meu querido fez maratona de filmes de espaço. comprou Gravidade, Hubble e 2001 Uma Odisséia no espaço, enfiou os oclinhos 3D e lá ficou). Mas a ideia é legal :)
2. fazer bolinhos de chuva!
3. sentar pra ler com uma xícara gigante de chá. Só gosto de chá de ervas, mas ele dura e é quentinho e é feliz.

(É isso que eu chamo de um encontro quente :))
(Hot date :)


4. sair pra rua pra fazer uma coisa e voltar com quatro feitas (tipo, farmácia, comprar flores, passar no mercado) em metade do tempo normal e com o dobro do bom humor.
5. colocar coisas em dia (gente, eu sou muito neurótica, mas adoro! sabe, arrumar armário, planejar agenda, organizar coisas?) consegui planejar metade da viagem de férias, inclusive comprando as passagens de trem que faltavam, fiz o calendário de posts de blog de março e abril, daqui e do Ella Intima, paguei contas online... me senti muito eficiente!


segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

top 5 das segundas - melhores séries

Hoje vou falar de séries que acho muito boas e bem viciantes.

1. Friends. Achei que nem valia a pena fazer suspense, porque se você não gosta de Friends, acho melhor nem ficar por aqui. Sou aquelas que assiste o mesmo episódio mil vezes e ri todas elas, escuta a voz do outro cômodo e sabe terminar a frase, faz piadas dizendo que está trazendo um garfo (como o Joey no episódio do cheesecake) ou que quer um milhão de dólares (como o Chandler no primeiro episódio), e embora eu não saiba qual episódio é de que temporada, eu realmente, realmente amo muito muito muito todas elas. E ponto.
2. Breaking bad. Nem descrevo a sinopse porque ela é desanimadora (professor que descobre que tem um câncer terminal resolve ganhar dinheiro para a família vendendo metaanfetamina com um ex aluno delinquente) e tem tão pouco a ver com o que a série realmente te traz de adrenalina, emoção, lágrimas... me apaixonei loucamente e acho que dá de dez a zero em qualquer Lost, Fringe, Família Soprano, (embora esse eu não tenha terminado)... #amooJesse
3. Gilmore girls. Tem como não se apaixonar? Duvido. Quem não queria ter aquela mãe/ser aquela
filha?
4. Orphan black. Hesito em falar dessa porque, na verdade, ainda está na temporada 2, vai saber, né. Mas gosto da produção, gosto muito da atriz principal, gosto dos coadjuvantes, gosto da ideia, que é simples, louca e ainda assim está funcionando. Sim, é sobre clones.
5. Little Britain. É preciso entender e gostar de humor britânico, o que geralmente não acontece de primeira. Mas quando acontece, você nunca mais supera e fica citando a Vicky Pollard, o Lou e Andy e a Carol Beer ad infinitum.

Chorinho: Seinfeld. A série mais americana, pra contrastar com a de cima, sobre o nada. Acho que eu tenho até episódios favoritos.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

top 5 das segundas - os melhores apps

Hoje vou falar de 5 apps que eu uso todos os dias. Eu baixo vários, e vários ficam sem uso, mas os que eu acho que vale a pena baixar porque não acesso do computador são:

1. Spotify - o app é superfácil, bom de usar e prático, além de não travar. O chato do Spotify é que a versão não premium tem comerciais, mas como tem todas as músicas do mundo, eu deixo essa parte passar.
2. Shutterfly - onde guardo todas as minhas fotos, ele até me lembra quando não estou baixando, no ipad ou no telefone. Era o Kodak Gallery, é gratuito e infinito. Não sei se será pra sempre, mas eu tenho há pelo menos 5 anos.
3. Pinterest - não sei o que eu fazia sem Pinterest. Adoooooro.
4. Goodreads, claro. O app é fácil e rápido e eu adoro quando ele atualiza  o progresso do livro que estou lendo.
5. O Life, de fotos, que nem a Life magazine. Super legal, pra quando a gente quer inspiração é fenomenal.

Chorinho: os joguinhos - ODEIO os que vão do nada pra lugar nenhum, mas amo os de palavras e perguntas. Os que eu uso: 94s, iCruzadinha, SpellTower, Caça Palavras, Quiz Up. #viciada!

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

top 5 das segundas - bandas legais

Eu nem sou a maior fã de música do mundo. Gosto de colocar o Spotify em ação quando estou em casa fazendo faxina, (adoraria dizer 'cozinhando', mas isso só ocorre nos equinócios de verão), e dirijo sempre com música, mas não gosto de música enquanto leio, por exemplo (o que sempre estou fazendo em casa ou no meu tempo livre favorito).
Só que sou casada com um moço muito musical. Ele tem guitarras (no plural), amplificador, pedaleira, violão, uma coleção de cds e de conhecimento sobre música bem invejável, e ele adora descobrir bandas. Daí vem essa lista: bandas que eu descobri através dele (+ chorinho) e pouca gente conhece, o que acho uma pena.

1. Alabama Shakes. Ela é incrível. Olha só esse som. Ouve essa voz.

2. Vera loca. Uma banda do sul, super legal, com umas letras que grudam na gente.

3. Publica. Amo esses caras.
4. London Grammar

5. Arctic Monkeys


E o chorinho vai pra Malu, uma espanhola que é uma delícia de ouvir :) Essa é Blanco y negro, e prometo que se você se dedicar estará cantando junto en un rato!

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

top 5 das segundas - filmes fofos

Hoje, inaugurando o top 5 que será meu novo post habitual das segundas, vou falar dos filmes mais fofos do universo:

1. A família Belier, ainda no cinema, por favor, vá ver.
2. A vida secreta de Walter Mitty. Parece meio maluco, (e é um pouco, porque coisas fofas são meio malucas) mas é tão, tão doce.

3. Ruby Sparks. Primeiro, esse ator é absurdo de bom. Segundo, a história é dessas (doces e malucas). Te faz suspirar no começo e no fim. Não sei porque não é muito conhecido. Devia.

4. O fabuloso desitno de Amelie Poulain, é claro. O pai de todas as fofuras.



5. Mais estranho que a ficção, outro filme que não entendo como não é famoso como outros. Além de tudo, tem a ver com livros.



Chorinho de top 5: Little miss Sunshine, com a linda linda linda da Abigail Breslin e o fantástico que eu já mencionei Paul Dano.

Corre no Now, Netflix, locadora, loja de dvds, o que quer que te ajude a passar a semana mais fofa do mundo na companhia desses filmes. Vai!!!!

Post inspirado pelos lindos do Rotaroots :)




segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Musing Mondays, (in) Sensatas segundas

Resolvi rebatizar o Musing Mondays pela aliteração Sensatas Segundas. Aí, ponderei, vocês vão concordar que com razão, que baseada nas últimas segundas, não dava pra garantir muita sensatez, e acrescentei o prefixo para garantir a credibilidade... Ele vem, originalmente, do blog Should be reading, e pode ser sobre qualquer coisa relacionada a livros...


Esse é o último Musing Mondays do ano... e provavelmente o último ever. Então, vou fazer a transição pro que ele vai virar (uma lista semanal de coisas que me derem na telha) e falar dos 10 títulos que, olhando pra lista linda do Goodreads que publiquei semana passada de livros que li nesse ano, achei que são os melhores que li em 2014: (não estão em ordem nenhuma, tá? não me pressione!)

1. Fique onde está e então corra, do John Boyne - um dos livros que tem a fórmula que tantos usam (crianças e guerra) e ainda assim, me pareceu fresco, doce, com a dose não hollywoodiana de apelação.
2. The storied life of AJ Fikry, Gabrielle Zevin - Estou colocando o link em inglês porque me disseram que a edição em português está muito ruim, e a Tati (Feltrin) para quem eu dei o livro toda animada, me confirmou. Assim, se você for comprar em português, folheie e veja se é uma segunda edição, quem sabe. Eu li no kindle, em inglês, e ele entrou para sempre na lista dos meus favoritos. É uma história sobre um livreiro, o que por si só já teria me seduzido, mas além de tudo tem criança, tem livros, tem amor.
3. O bicho da seda e O chamado do cuco, Robert Gailbraith - Eu fui levada ao livro por ser JK Rowling, de quem sou fã incondicional por achá-la uma fantástica contadora de histórias. (Não chego a ser do tipo que leu aquelas coisas sobre Quadribol, contos do bardo, etc, mas li Morte súbita e todos os Harry Potters e amei do começo ao fim) Mas de verdade, achei um livro muito bem escrito, muito bem construído, humano, embora versando sobre um crime e mistério, com personagens muito interessantes e por quem a gente torce, o que é uma coisa bem dela e bem rara em livros de mistério (muitos dos livros de mistério dos quais eu não gosto tanto são os que, uma vez o crime resolvido, eu já me esqueci.)
4. Claros sinais de loucura, Karen Harrington - Você tem 12 anos muito especiais se se identifica com Sarah. Eu tive.
5. Mr. Peanut, Adam Ross - escrevi sobre esse livro umas semanas atrás. David tem uma relação muito maluca com a mulher, e é um livro forte, como os da Lionel Shriver. Demorei muito para engrenar nele, deixando pra depois porque a capa, ou a sinopse, não me tinham agarrado. Mas uma vez que comecei... me pegou por inteiro. Muito, muito bom. Ah, não li em inglês, apesar desse título. Está traduzido, e muito bem, por sinal, numa edição da Companhia das letras, se não me engano.
6. Labor day, Joyce Maynard - me recuso a conectar com o filme, embora ele tenha sido com a Kate Winslet de quem eu gosto muito. O livro é tão, tão legal. Adele é uma mãe solteira que acaba levando um criminoso para casa num longo fim de semana. Parte suspense e parte romance, mas tão bem contado, com sutilezas e fofuras nos lugares certos. Depois descobri que a autora é até meio famosa, tem vários outros livros publicados, viveu um ano com JD Salinger, enfim, tem uma vida que pode significar mais livros como esse.
7. As cem melhores crônicas brasileiras - vale a pena ler, ter e divulgar.
8. Elizabeth is missing, Emma Healey - Um retrato lindo de amizade, de família, de tolerância, e do envelhecer. Chorei, ri, e foi muito além do que achei que iria.
9. A coleção da Karin Slaughter, melhor escritora de mistério que descobri nesse ano, com o personagem investigador mais fofo, o Will.
10. Americanah, da autora cujo nome eu tenho dificuldade em escrever. Ifemelu é forte, interessante, inteligente, e vai te fazer questionar coisas, pensar em outras, discordar de terceiras, mas sobretudo, querer saber de várias. Recomendo loucamente.